Segundo estudos da Harvard Business Review (HBR), ter amigos no ambiente de trabalho ajuda a aumentar a produtividade.

Produtividade

Uma pesquisa recentemente divulgada pela Harvard Business Review (HBR) estudou o desenvolvimento e relações de amizade na rotina das empresas, chegando à conclusão de quer ter um amigo no ambiente de trabalho é benéfico à sua produtividade.

O EXPERIMENTO

No estudo, os pesquisadores consultaram 168 funcionários de uma empresa de seguros sediada no sudoeste dos Estados Unidos. Nela, os funcionários são estimulados a se conhecerem e se relacionarem através de uma série de políticas internas. Como, por exemplo, trocar de posições com seus colegas de forma temporária ou trabalhar com equipes diferentes frequentemente.

No experimento, cada funcionário listou até 10 colegas a quem eles recorrem quando a coisa aperta. Pediu, em seguida, que listassem 10 colegas que consideram amigos – ou com quem têm uma proximidade maior. Com os resultados, reuniram as listas formando uma rede profissional dentro da organização. A pesquisa ainda levou em conta critérios como cansaço e exaustão no expediente, além do ambiente de trabalho.

Com os dados, os especialistas examinaram as consequências da dinâmica de relacionamento na empresa e chegaram à conclusão: ter relações múltiplas – a maioria delas cultivada com colegas que acabaram se tornando amigos – aumenta, significativamente, a produtividade dos funcionários.

COMPARTILHANDO CONSELHOS

Entre os resultados apresentados pela pesquisa, credita-se aos conselhos compartilhados entre amigos alguns dos fatores que aumentam a  produtividade. Como por exemplo pedir ajuda sem receio de ser julgado ou considerado um funcionário ruim. E, se você te amigos em outras áreas ou departamentos da empresa, a chance de ter acesso a informações confidenciais, por razões óbvias, aumentam. E por último, e não menos importante, a convivência entre amigos no trabalho melhora o humor – e consequentemente, os resultados.

O OUTRO LADO DA MOEDA

A pesquisa, porém, não descarta os impactos negativos da intimidade no escritório: a exemplo da distração causada por  assuntos pessoais, desperdício de tempo e foco prejudicado. Além disso, revela-se também alta taxa de exaustão emocional, causando maior de estresse, sobretudo em caso de promoções e benefícios apenas para um lado.

Matéria em português via Catraca Livre